quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Escrever


Escrever
É viver transcendendo entre os limites da razão e da loucura
É a entrega desvairada de todo ser de um corpo a um lápis cego e calado
São vozes que se misturam a linhas perfeitamente tortas
No compasso da vida que se segue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário